Biblioteka UNTL
UNTL iha biblioteka sentrál ida ho biblioteka kada fakuldade no hamutuk hotu sia (9)
1a Feira da Ciencia
18 ate 21 de fevereiro de 2019

FACULDADES

A UNTL é a Universidade mais procurada pelos estudantes timorenses. Vamos descobrir as Faculdades!

O Reitor é o órgão superior de governo e de representação externa da UNTL, cabendo-lhe a condução da política da instituição e a presidência do Conselho de Gestão, do Conselho Disciplinar e do Senado Académico.

 

Professor Doutor Francisco Miguel Martins, M. Hum


Doutoramento / Educação, Linguística

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Compete ao Reitor, entre outros aspetos:

a) Presidir aos atos universitários e às reuniões dos órgãos colegiais da UNTL;

b) Constituir comissões e presidir àquelas a cujas reuniões assistir;

c) Manter a entidade de tutela e o Conselho Geral informados sobre a vida, os problemas e o desenvolvimento da UNTL;

d) Dirigir e supervisionar a vida universitária e, em especial, assegurar a coordenação das unidades orgânicas e a cooperação com instituições congéneres;

e) Conferir graus universitários e assinar os respetivos diplomas;

f) Superintender a gestão de recursos humanos académicos para, em coordenação com a Comissão da Função Pública, decidir sobre recrutamento e seleção de pessoal e a aplicação de sistema de avaliação de pessoal;

g) Admitir e excluir alunos nos termos regulamentares;

h) Exercer o poder disciplinar sobre o pessoal discente e demais pessoal não abrangido pelo Estatuto da Função Pública, bem como recomendar à Comissão da Função Pública a abertura de processo disciplinar;

i) Superintender na gestão administrativa e financeira da instituição, assegurando a eficiência no emprego dos seus meios e recursos, promovendo a elaboração dos instrumentos de gestão previsional e acompanhando a sua execução;

j) Promover a elaboração dos instrumentos de prestação de contas da UNTL, nomeadamente relatórios anuais de atividades e contas de gerência;

m) Autorizar despesas, sem prejuízo das competências do Conselho de Gestão;

o) Representar a instituição em juízo.

Professor da Faculdade de Educação, Artes e Humanidades da UNTL e especialista em gestão e políticas de ensino, avaliação institucional e garantia de qualidade, línguas e linguística, antes da sua tomada de posse enquanto Reitor da UNTL, a 18 de janeiro de 2016, desempenhou diversas funções na gestão da Universidade, da qual é um dos fundadores, entre as quais Vice-Reitor dos Assuntos de Pós-Graduação e Pesquisa entre 2011 e 2016.

Obteve a sua licenciatura pela Universitas Timor Timur (Díli), em 1991, o seu Mestrado pela Universitas Gadjah Mada (Yogyakarta, Indonésia), em 1998 e seu Doutoramento pela Universidade Federal da Bahia (Salvador, Brasil), em 2010.

A disponibilizar em breve.

O Reitor é coadjuvado pelos seguintes Pró-Reitores:

 

Professor Marcos António Amaral, M.Ed.Mgmt.


Mestrado / Gestão da Educação

 Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Professor Zeferino Viegas Tilman, M.Appl.Sc.


Mestrado / Agro-Pecuária

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Professor Miguel Maia dos Santos, M.Ed.


Mestrado / Linguística

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Professor Doutor Eduardo Aniceto Serrão


Doutoramento / Nutrição Animal

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Professor José Honório da Costa Pereira Jerónimo, M.Si


Mestrado

joséEste endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Professor Leonel da Silva Gregorio Madeira, M.Eng.


Mestrado

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

O Reitor é ainda coadjuvado pelo Administrador Geral em matérias administrativa, económicas, financeiras, patrimoniais, de planeamento estratégico, e de mobilização de recursos de apoio ao desenvolvimento da UNTL.

Administrador Geral

 

Lourenço Rodrigues Pereira, S.IP

Mestrado

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
(+670) 3321251

O Gabinete de Apoio à Reitoria responsabiliza-se pelo apoio técnico-administrativo ao Reitor e à equipa Reitoral, articulando-se nos seguintes departamentos:
    1.    Departamento de Apoio Administrativo à Reitoria;
    2.    Departamento de Protocolo;
    3.    Departamento dos Media e Comunicação;
    4.    Departamento de Administração da Pós-graduação e Pesquisa;
    5.    Departamento de Atividades Extracurriculares da UNTL (sob tutela do Pró-Reitor dos Assuntos dos Estudantes);
    6.    Departamento Estudantil, Alummi e Empregabilidade (sob tutela do Pró-Reitor dos Assuntos dos Estudantes).

O Gabinete de Apoio à Reitoria agrega ainda os seguintes Gabinetes:
    1.    Gabinete do Reitor ( Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.   (+670) 73816444);
    2.    Gabinete Jurídico.

Chefe do Gabinete de Apoio à Reitoria (Diretor Geral)

 

Jacinto H.S. Belo, L.Ec.,M.EGA. Egn.

Mestrado / Economia e Gestão Aplicadas

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

No tempo em que Timor-Leste era província ultramarina portuguesa não havia universidades no território. Os poucos timorenses que prosseguiam estudos no ensino superior faziam-no, por norma, em Portugal e Macau.

A história da educação superior de Timor-Leste começou ainda no tempo da ocupação da Indonésia, quando a 1 de outubro de 1986, foi fundada a Universitas Timor Timur (UNTIM), por iniciativa do Eng.º Mário Viegas Carrascalão, timorense, eis-Governador da Província de Timor Timur que trabalhava na Organização das Nações Unidas (ONU) e que foi nomeado pelo governo Indonésio.

Esta instituição de ensino superior privada estava vocacionada para a formação de gestores intermédios, técnicos agrícolas, professores do ensino pré-secundário e secundário. Contava então com quatro faculdades: Faculdade de Agricultura; Faculdade de Política Social; Faculdade de Educação e Faculdade de Economia e Gestão. No entanto, não oferecia cursos como Arquitetura, Direito ou Medicina, nem a investigação era uma área em desenvolvimento.

Em 1989 foi fundada o Politeknik Dili (no atual Campus de Hera), que iniciou funções no ano de 1991, seguindo igualmente o programa de desenvolvimento do Governador da Província. Esta instituição de ensino contava com três departamentos: Departamento de Mecânica; Departamento de Engenharia Civil e Departamento de Administração empresarial.

Em 1998/99 a UNTIM contava com 4 mil estudantes e 73 professores e o Politeknik Dili com 100 estudantes e mais de 30 professores. No entanto, a percentagem de ingresso de timorenses era muito baixa quando comparada com a dos imigrantes indonésios. Também a percentagem dos professores vindos da Indonésia era muito alta. As estatísticas confirmam que 20% dos professores primários e 98 % dos professores do nível pré-secundário, secundário e universitário não eram timorenses.

Em 1999, as duas instituições de Ensino Superior existentes foram destruídas e saqueadas pela milícia apoiada por militares indonésios. Como consequência da vitória pela independência, no referendo de 1999 que foi organizado pela ONU, 95% dos professores, que eram da Indonésia, abandonaram o país.

A Universidade Nacional Timor Lorosa´e (UNTL) foi a primeira e única universidade pública do novo país de Timor-Leste, tendo sido fundada em 17 de Novembro de 2000 como resultado da reorganização e fusão da Universitas Timor Timur e da Politeknik Dili, sob a direção do Reitor Armindo Maia. No processo de fusão, tanto o ensino técnico superior, quanto o académico passaram a ser ministrados pela UNTL.

Com o apoio internacional, a UNTL estabeleceu-se nas instalações, restauradas pela Câmara Municipal de Lisboa, do antigo Liceu Dr. Francisco Machado e da antiga Escola Canto Resende, da antiga Escola Técnica Dr. Silva Cunha, restaurada pelas forças navais dos Estados Unidos da América, e mais tarde, também no espaço do antigo Politécnico em Hera, entretanto renovado pela Japan International Cooperation Agency (JICA), bem como no edifício que antes tinha albergado a UNTIM.

Nos primeiros tempos, a maioria das salas de aula estavam praticamente despojadas do material essencial ao ensino, incluindo mobília. Para além disso, muitas das pessoas tecnicamente mais habilitadas para o ensino superior acabaram por ser atraídas para lugares no Governo ou na Administração Pública deste jovem país.

Contando com o esforço e dedicação de alguns professores pioneiros/fundadores e alunos da antiga universidade e do Instituto Politécnico de Díli, em novembro de 2000 a UNTL conseguia já acomodar aproximadamente 5 mil alunos.

Quando foi criada no ano de 2000, a UNTL contava com cinco faculdades, constituídas por 13 Departamentos:

  • Agricultura, com os cursos de Agropecuária, Agronomia e Agronegócio;
  • Ciências Políticas e Sociais, com os cursos de Ciências Governamentais e Administração Pública;
  • Ciências de Educação, com os cursos de Biologia, Matemática, Língua Inglesa e Língua Indonésia;
  • Economia, com os cursos de Contabilidade e Gestão;
  • Engenharia, com os cursos de Engenharia Civil, Mecânica, e Eletrotécnica.

Logo a seguir foram criados o Centro Nacional de Investigação Científica (CNIC) e o Instituto Nacional de Linguística (INL) que, entre outras iniciativas, desde então vem promovendo o desenvolvimento do tétum, uma das 2 línguas oficiais do país.

Em 2002, o primeiro reitor Dr. Armindo Maia foi nomeado para o cargo de Ministro da Educação, e, então, para assegurar a continuidade de governação da universidade, foi eleito o Prof. Dr. Benjamin de Araújo e Corte-Real como segundo reitor da UNTL para o período de 2002 – 2007. Mesmo assim por natureza, o cargo do mesmo reitor foi estendido até 2010.

Na Governação do reitor Dr. Benjamim, por meio da cooperação com Fundação das Universidades Portuguesas (FUP) foram criados novos departamentos e cursos em algumas Faculdades. Assim, à Faculdade de Educação foi acrescentado o Bacharelato de Formação de Professores e o Departamento de Língua Portuguesa (com apoio do Instituto Camões), à Faculdade de Agricultura foi acrescentado o Departamento de Ciências Agrárias, à Faculdade de Economia foi acrescentado o Departamento de Economia e Gestão, e à Faculdade de Engenharia o Departamento de Informática e Departamento de Eletrotecnia.

No ano de 2004, teve lugar a primeira graduação, onde graduaram 300 estudantes. No ano de 2005, o número de Faculdades voltaria a aumentar com a fundação de mais duas Faculdades: Faculdade de Medicina e Faculdade de Direito. No ano de 2007 também, teve lugar a segunda graduação com 1065 graduados.

A partir de 2007 foram oferecidos os primeiros cursos de Pós-Graduação “lato senso” em Timor-Leste na Faculdade de Ciências da Educação, por iniciativa da UNTL e da Cooperação Brasileira, no âmbito do “Programa de Capacitação de Docentes e Ensino da Língua Portuguesa” que assentava na cooperação entre MEC/Capes, MEC-TL e UNTL. Foram, então, organizados cursos de Ensino de Língua Portuguesa, Meio Ambiente e Gestão Escolar.

Em 2009, foi criado um programa de Pós-Graduação - Mestrado na Área de Avaliação, na Faculdade de Ciências da Educação, e um outro no domínio de Ciências e Tecnologia na Faculdade de Engenharia. Este segundo foi desenvolvido através de um convênio firmado com a Universidade do Minho – Portugal, apoiado pelo programa Edulink e denominado PosCaveT (Pós-graduação Cabo Verde e Timor-Leste).

No ano de 2011, foi eleito o terceiro reitor da UNTL, Prof. Dr. Aurélio Sérgio Cristóvão Guterres para o período de 2011-2016. No ano de 2016 foi eleito o quarto Reitor da UNTL, Prof. Dr. Francisco Miguel Martins para o período de 2016- 2021.

Professor Doutor Francisco Miguel Martins, M. HumCriada a 17 de novembro de 2000, um ano depois da consulta popular organizada pela Missão das Nações Unidas em Timor-Leste, e pouco antes da restauração da independência do nosso país, a Universidade Nacional Timor Lorosa’e (UNTL) foi concebida com o intuito de responder aos desafios e requisitos de formação dos recursos humanos de Timor-Leste, constituindo-se, em 2016, como a Universidade de referência do país.

No decorrer dos dezasseis anos da sua existência, a UNTL tem vindo a afirmar-se como o centro de excelência do ensino superior e pesquisa científica de Timor-Leste, procurando cumprir a sua missão de serviço público através das suas 9 faculdades, apoiadas por 9 unidades de investigação e formação. Com mais de 10.000 estudantes, 619 professores e investigadores e 471 funcionários, a UNTL assume-se hoje como uma Universidade dinâmica e inovadora, em plena fase de consolidação.

Acredito que o investimento em capital humano, partindo do pressuposto de que as pessoas são a verdadeira riqueza de qualquer nação, é crucial para acelerar e diversificar a economia do nosso país, para que esta se torne menos dependente do petróleo e do gás, e para que, até 2030, Timor-Leste se possa transformar num país de rendimento médio-alto, como ambicionado no Plano Estratégico de Desenvolvimento nacional.

A UNTL pretende, assim, afirmar-se como um fator chave no desenvolvimento sustentável de Timor-Leste. Um desenvolvimento que crie um ambiente favorável para que, individual e coletivamente, as pessoas desenvolvam o seu potencial máximo. Que permita que as pessoas tenham escolhas. Como afirmou Confúcio, ainda que “não possamos mudar o vento, podemos ajustar as velas do barco para chegar onde queremos”. Nunca nos devemos conformar com a mediania, por muito tempo e empenho que tal possa exigir de todos e de cada um de nós. É nossa obrigação procurar a excelência e garantir que seremos melhor amanhã, do que aquilo que somos hoje!

Bem-vinda/o à Universidade Nacional Timor Lorosa’e e ao nosso portal institucional!

 

O Reitor,
Professor Doutor Francisco Miguel Martins

Obrigado por visitar o nosso website. Esta política de privacidade informa-o de como são utilizadas as informações pessoais recolhidas neste site. Por favor, leia esta política de privacidade antes de utilizar o site ou de submeter quaisquer informações pessoais. Ao utilizar o site, está a aceitar as práticas descritas nesta política de privacidade. Estas práticas podem ser alteradas, mas quaisquer alterações serão anunciadas e só serão aplicáveis a actividades e informação numa base futura e não retroactiva. Encorajámo-lo a rever a política de privacidade sempre que visitar o site para ter a certeza que compreende como serão utilizadas quaisquer informações pessoais que forneça.

Nota: as práticas de privacidade definidas nesta política de privacidade são somente para este website. Se ligar a outros websites, reveja por favor as políticas de privacidade anunciadas nesses sites.


Recolhemos informação de identificação pessoal, como nomes, endereços de e-mail, etc., sempre que submetida voluntariamente pelos nossos visitantes. Esta informação é utilizada somente para satisfazer o seu pedido específico, a não ser que nos dê permissão para a usar de outra forma, por exemplo para o adicionar a uma das nossas listas de correspondência.

O website pode usar tecnologias de seguimento e de cookies dependendo das características oferecidas. As tecnologias de seguimento e de cookies são úteis para obter informações, como o tipo de navegador e sistema operativo, o número de visitantes do site, e perceber de que forma os visitantes utilizam o site. Os Cookies podem também ajudar a personalizar o site para os visitantes. As informações pessoais não podem ser recolhidas através de cookies e outras tecnologias de seguimento, contudo, se forneceu previamente informações de identificação pessoal, os cookies podem estar atados a essa informação. A informação agregada dos cookies e do seguimento pode ser partilhada com terceiros.


Podemos partilhar a informação com agências governamentais e outras empresas que nos ajudem na prevenção ou investigação de fraudes. Isto pode ser feito sempre que:
(1) permitido ou requerido por lei; ou, (2) haja a tentativa de proteger ou prevenir contra potenciais ou actuais transacções fraudulentas ou não-autorizadas; ou, (3) haja investigação de fraude que já aconteceu. A informação nunca é fornecida a estas empresas para propósitos de marketing.
 


A sua informação de identificação pessoal é mantida em segurança. Somente os colaboradores, agentes e contratantes (que tenham concordado manter a informação segura e confidencial) autorizados têm acesso a esta informação.


Se tem quaisquer questões, preocupações ou comentários sobre a nossa política de privacidade, pode contactar-nos.

Reservamo-nos o direito de fazer alterações a esta política. Quaisquer alterações a esta política serão anunciadas.

A garantia interna de qualidade está sujeita a vários domínios de controlo.

Ao nível administrativo, funcional e do cumprimento de normas o controlo é realizado através do Gabinete de Auditoria e Controlo de Qualidade, constituído pelos Departamentos de Auditoria; Controlo de Qualidade; Avaliação Institucional.

Ao nível académico, a garantia de qualidade da UNTL está sob a responsabilidade da Direcção Nacional de Avaliação Académica. Esta Direcção actua sobre duas áreas específicas através do Departamento de Certificação do Docente Universitário e do Departamento de Acreditação.

Cumprindo com a legislação em vigor, o Departamento de Certificação do Docente Universitário é responsável pela coordenação da avaliação de desempenho dos docentes da UNTL, pelo portfólios dos docentes e pela certificação dos docentes, a coordenar com o Ministério da Educação.

O Departamento de Acreditação é responsável pela divulgação dos standards de qualidade académica de Timor-Leste definidos pela Agência Nacional de Acreditação e Avaliação Académica (ANAAA). Segundo a ANAAA cada Instituição de Ensino Superior deverá ter uma unidade de “Internal Quality Assurance” (IQA) responsável pela acreditação institucional e pela acreditação e avaliação dos Programas de Estudos junto da Agência. Assim, o Departamento de Acreditação tem funções homólogas à de uma unidade de IQA, estabelecendo a ponte entre as Faculdades e a ANAAA.

Considerando a autonomia estatutária e académica das Faculdades da UNTL, cada Faculdade tem um Conselho Pedagógico e Científico, órgão responsável pelo controlo de qualidade dos cursos, através da análise de resultados das avaliações periódicas partilhando essa informação com os restantes órgãos de controlo de qualidade da UNTL.

 

CONTACTOS

Gabinete de Auditoria e Controlo de Qualidade 
Responsável: Ângelo dos Santos, M.Ed
 Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Direção Nacional de Avaliação Académica
Responsável: Armindo Leto Fatima, L.DC
 Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Notícias

Faculdades

Faculdades

9

Estudantes

Estudantes

10,454

Unidades de Investigação

Unidades de Investigação

9

Recursos Humanos

Recursos Humanos

1,090

Graduados em 2016

Graduados em 2016

945

Cursos

Cursos

48